Strict Standards: Non-static method utf_normalizer::nfkc() should not be called statically in /home/tavares/public_html/forum/includes/utf/utf_tools.php on line 1663

Strict Standards: Non-static method utf_normalizer::recompose() should not be called statically in /home/tavares/public_html/forum/includes/utf/utf_normalizer.php on line 177
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4703: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/utf/utf_tools.php:1663)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4705: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/utf/utf_tools.php:1663)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4706: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/utf/utf_tools.php:1663)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4707: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/utf/utf_tools.php:1663)
P@piloscopistas.org • Portal
Índice do fórum   FAQ   Registrar  Entrar

  • Entrar
Nome de usuário:


Senha:


Lembrar-me



  •  Relógio



  •  Novos membros
Nome de usuário Registrado em
nblanza 16 Abr
Lúcio 26 Fev
ANTONIO CARLOS 07 Nov
hamilton.hos 27 Set
jean 22 Ago
Marco Antonio 15 Ago
beleza 02 Jul
ernani.erp 21 Jun

  • Nosso link

Copie o seguinte código HTML se quiser ser parceiro do P@piloscopistas.org:




  •  Calendário
<< Mai 2017 >>
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31

  • Estatísticas

Total
Total de mensagens 3373
Total de tópicos 481
Total de anúncios: 4
Total de fixos: 11
Total de anexos: 95

Tópicos por dia: 0
Mensagens por dia: 1
Usuários por dia: 0
Tópicos por usuário: 4
Mensagens por usuário: 25
Mensagens por tópico: 7

Total de membros 134
Novo usuário: nblanza



  • Bem Vindo
A identificação humana em debate!


ImagemImagemImagem


Olá, seja bem-vindo(a) à nossa página P@piloscopistas.org


Obrigado pela visita! Você é o visitante nº Imagem.

Caro visitante, convido-lhe a ler os artigos, desafios e diversos temas de nosso site, mas também não deixe de participar votando nos artigos, nas enquetes, emitindo seus comentários, respondendo aos desafios e enviando seus artigos para serem publicados.
Este site só será útil se houver rotatividade de informações e isso somente se dará com a participação de todos.

Salientamos que os comentários e opiniões publicadas na página P@piloscopistas.org não expressam necessariamente a opinião dos administadores deste site, mas sim de seus autores, os quais ao enviarem artigos para publicação assumem a responsabilidade total por quaisquer comentários ou opiniões emitidas.

  • Últimas Notícias

Ver última mensagem Desafio 03


POR VEZES NOS DEPARAMOS NUMA SITUAÇÃO PERICIAL EM  QUE  APÓS  TRATARMOS         UM          FRAGMENTO        DE IMPRESSÃO DIGITAL    COM CIANOACRILATO,      SEGUINDO COM A        UTILIZAÇÃO DE  PÓ     QUÍMICO, PERCEBEMOS    QUE   O      PÓ     ADERIU    AOS    SULCOS                 E       NÃO    ÀS   CRISTAS PAPILARES, TORNANDO   AQUELE   FRAGMENTO    INVERTIDO.

ALGUÉM SABERIA INFORMAR POR QUE OCORRE ISSO?


Visualizações: 1456  •  Comentários: 0  •  Escrever Comentário

Ver última mensagem DESAFIO 1


 
DESAFIO 1
COMO PERITO, VOCÊ FOI INTIMADO À DEPOR NA JUSTIÇA, QUANDO O JUIZ LHE PERGUNTA:   QUANTO   TEMPO  DURA  UMA  IMPRESSÃO  DIGITAL?      QUAL SUA RESPOSTA?


Visualizações: 1434  •  Comentários: 0  •  Escrever Comentário

Ver última mensagem DESAFIO 02


AO IDENTIFICAR       UM    ESTRANGEIRO          ORIUNDO DE  ALGUM    PAÍS PRIMEIRO  MUNDISTA, VOCÊ PERCEBE  NELE  UM     SORRISO     ( TALVEZ IRÔNICO OU POR   ESTAR ACHANDO REALMENTE  ENGRAÇADO   O  FATO DE SUJAR OS   DEDOS DE TINTA), QUANDO  EM  SEGUIDA  AFIRMA     QUE  NO   SEU PAÍS DE ORIGEM NÃO SE USA ESSE TIPO DE IDENTIFICAÇÃO HÁ MUITO TEMPO.

NESSE    MOMENTO,  UM   BRASILEIRO        QUE    ACOMPANHA   AQUELE ESTRANGEIRO   AFIRMA: "LÁ ELES USAM A IDENTIFICAÇÃO   PELA IRIS". 

            DIANTE DE TUDO ISSO, O QUE VOCÊ RESPONDE?


Visualizações: 1361  •  Comentários: 0  •  Escrever Comentário

Ver última mensagem DESAFIO 05


Temos tido experiências interessantes e até certo ponto desagradáveis, principalmente em perícias tidas como informais, quando colegas do DPF solicitam análise de determinados materiais, especialmente de superfícies porosas (papéis), afirmando categoricamente que houve toque do suposto delinqüente e a conseqüente preservação.
Apesar disso, muitos têm sido os casos ...
em que não obtemos resultado algum no levantamento de digitais, inclusive após remessa do material ao INI, e nos deparamos com a desagradável expressão de lamento dos colegas que recebem a notícia, num misto de desconfiança pela qualidade do trabalho empregado.
O desafio é: quem conseguiria responder com clareza a que atribuímos essas situações? Por que certos materiais onde parece certo obter resultados, simplesmente nos deixam perplexos com o insucesso do levantamento?
Contribuição: PPF Cerqueira - NID/SR/DPF/SP transferida da página anterior.

Visualizações: 1422  •  Comentários: 0  •  Escrever Comentário

Ver última mensagem Câmeras digitais sem segredo


Os filmes digitais são conhecidos como pixels e ao receberem a luz, a interpretam como impulsos elétricos se transformando em imagem conforme a intensidade da luz para cada pixel. As câmeras digitais reconhecem três cores básicas (vermelho, verde e azul) e as capturam sempre em 72 ppi (pixels per inch). ...
Para que as imagens capturadas pelas câmeras digitais sejam compatíveis com outros meios de mídia (internet, jornais e revistas), será necessário a conversão destas imagens através de software apropriado (como o ADOBE PHOTOSHOP). Neste software apropriado, as imagens obrigatoriamente se adaptarão ao novo meio e suas cores serão interpretadas como cian, magenta, amarelo e preto. Quando a imagem passa para o software, ela deixa de ter a sua resolução em ppi e passa a tê-la em dpi (dots per inch ou pontos por polegada).

A partir daí poderemos trabalhar a resolução específica apropriada para cada mídia. No caso da Internet, a resolução utilizada é de 72 dpi, nos jornais de 150 dpi e nas revistas de 300 dpi. Vale a pena ressaltar que qualquer resolução acima de 300 dpi não acarreta em melhoria da imagem, mas sim em aumento do arquivo. No caso específico de impressões digitais, o INI adota a resolução de 500 dpi por causa do alto numero de detalhes pertinentes.

Como foi dito no 1º parágrafo as câmeras digitais, sejam elas amadoras ou profissionais, simples ou sofisticadas, capturam as imagens sempre em 72 ppi isto em função do padrão de cores adotado para receber as imagens. Mas como entender as diferentes câmeras (amadoras e profissionais) que oferecem resolução variada capturarem as imagens sempre em 72 dpi? É bem simples, as câmeras com menor potencial de resolução oferecem ampliações nítidas menores e as com maior potencial de resolução oferecem ampliações maiores. Uma polegada pode gerenciar uma imagem com 100 pixels (menor resolução) ou com 1.000 pixels (maior resolução), quanto mais pixels a polegada da imagem puder gerenciar, maior vai ser a resolução da própria imagem e consequentemente a sua ampliação. Como exemplo, uma câmera com resolução de 640 x 480 pixels produz uma imagem nítida a 300 dpi (revista) com 5,4 x 4,1 cm, outra câmera com resolução de 2240 x 1680 pixels produz uma imagem nítida a 300 dpi com 19,0 x 14, 2 cm (confira a tabela abaixo).

 

Veja o tamanho máximo da imagem de acordo com a resolução e seu uso

PIXELS

72 dpi (internet)

150 dpi (jornal)

300 dpi (revista)

320 x 240

11,3 x 8,5 cm

5,4 x 4,0 cm

2,7 x 2,0 cm

640 x 480

22,6 x 16,2 cm

10,8 x 8,1 cm

5,4 x 4,1 cm

1024 x 768

36,1 x 27,1 cm

17,3 x 13 cm

8,7 x 6,5 cm

1152 x 864

40,6 x 30,5 cm

19,5 x 14,6 cm

9,8 x 7,3 cm

1280 x 960

45,1 x 33,9 cm

21,7 x 16,3 cm

10,8 x 8,1 cm

1856 x 1232

65,5 x 43,5 cm

31,4 x 20,9 cm

15,7 x 10,4 cm

2240 x 1680

79,0 x 59,3 cm

38,0 x 28,5 cm

19,0 x 14,2 cm

 

A câmera com resolução de 2240 x 1680 pixels citada acima tem uma resolução final de pouco mais de 3 milhões de pixels ou 3 megapixels que é o resultado da multiplicação (2240 x 1680). São câmeras mais caras e necessitam de cartões de memória para armazenar as imagens. Estes cartões chegam a Ter 64 Mb e armazenam uma boa quantitade de fotografias. Da mesma forma que a informática evolui, as câmeras digitais caminham no mesmo passo. As câmeras digitais profissionais possuem uma resolução entre 5 e 6 milhões de pixels. Hoje (maio/2001) o que existe de mais moderno é uma câmera compacta da Minolta, a DIMAGE 7. Trata-se de uma câmera compacta digital com resolução de 5 megapixels. Uma outra novidade é a Sony CDS 1000 que armazena as imagens em um CD com capacidade para 160 fotografias em alta resolução.

Colaboração do PPF EDUARDO- INI-DPF


Visualizações: 1473  •  Comentários: 0  •  Escrever Comentário

Ver última mensagem Livros eletrônicos


Nesta página você encontra  livros eletrônicos compactados para download ...

CÓDIGOS

Lei da Propriedade Intelectual
Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências.

Lei de Programa de Computador
Dispõe sobre a proteção de propriedade intelectual de programa de computador, sua comercialização no País, e dá outras providências.

Lei sobre o Comércio Eletrônico
Modelo da UNCITRAL sobre o Comércio Eletrônico  (1996) com guia para sua incorporação ao Direito Interno. NAÇÕES UNIDAS - Nova York, 1997

A Lei da Natureza
IBAMA
Proteger e conservar: obrigação de todos
O Brasil possui 208 espécies na Lista Oficial de animais ameaçados de extinção e dez novas espécies serão adicionadas em breve.  

Guia do Consumidor Estrangeiro
DPDC,
Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor. Versões: português, Espanhol e Inglês.



   











LITERATURA  BRASILEIRA


Abreu,Casimiro de
Carolina


Alegre,Apolinário Porto
O Vaqueano

Almeida, Lúcia Lopes de 
A Intrusa

Almeida, Manuel Antonio de 
Memórias de um Sargento de Milícias



Anjos, Augusto
Eu, e Outras Poesias

Assis , Machado de 
O Alienista

 

Visualizações: 1497  •  Comentários: 0  •  Escrever Comentário

Ver última mensagem ENTENDA OS FLASHES


 

ENTENDA OS FLASHES

                                                Colaboração: PPF Eduardo - INI/DPF...
PPF Eduardo - INI/DPF
O flash manual necessita da regulagem do diafragma em função do filme utilizado e da distância do objeto fotografado. Existe uma tabela gráfica ou em disco na parte traseira do flash indicando qual o melhor diafragma a ser usado  idêntica a tabela demonstrativa abaixo.
FLASH MANUAL
FLASH AUTOMÁTICO
FLASH INTELIGENTE
Opção econômica, para ser acoplada na sapata da câmera, geralmente em modelos para amador sem flash embutido. Numa máquina reflex, pode ser usado como fonte auxiliar de iluminação junto a um segundo flash, mais potente e fonte principal da luz. Essa configuração de dois flashes é comum nas reportagens e tem a finalidade de atenuar sombras no rosto. A operação da câmera é toda manual, o alcance não supera os 5 m (ISO 100) e traz uma tabela indicando os ajustes (*ver abaixo).
Somente para câmaras com regulagens. Sua principal virtude é facilitar os ajustes de abertura versus distância. Por meio de uma fotocélula, mede a luz refletida e desliga automaticamente a lâmpada assim que atinge a iluminação certa para o filme em uso. Com isso, é possível fotografar com uma abertura fixa, respeitando um limite mínimo e máximo de distância pré-determinado. Alguns modelos vêm com cabeça móvel, recurso de zoom ou um segundo flash para tirar sombras.
Para uso exclusivo em câmaras reflex programáveis e inteligentes. De eletrônica dedicada, só funciona em marcas e modelos de máquinas fotográficas previamente determinadas. Decide todos os ajustes sozinho, desde a distância à abertura correspondente, através de emissor e sensor de raio infravermelho. Ao ser instalado na sapata, aciona automaticamente o sincronismo ¨X¨ e o ISO do filme.
v      Vantagens: econômico e portátil.
v      Desvantagens: baixa potência, exige decisão do fotógrafo, nenhum recurso.
v      Vantagens: agilidade, não precisa mexer na abertura ao mudar a distância.
v      Desvantagens: equivoca-se em cenas com vários elementos ao redor do assunto.
v      Vantagens: automação total na operação com flash. Dispensa qualquer  decisão.
v      Desvantagens: equivoca-se nas baixas luzes, dependência total do automatismo
   



Flash manual de sapata. Opção para câmeras compactas sem este recurso, ou como fonte auxiliar em reportagens com dois flashes.

Flash automático, fotocélula vê a luz refletida e corta o disparo. Dispensa regulagens.Flash inteligente, específico para cada marca e modelo de câmera. Decide tudo sozinho.
O flash manual necessita da regulagem do diafragma em função do filme utilizado e da distância do objeto fotografado. Existe uma tabela gráfica ou em disco na parte traseira do flash indicando qual o melhor diafragma a ser usado  idêntica a tabela demonstrativa abaixo.
Voltar para Dicas Técnicas


Visualizações: 1550  •  Comentários: 0  •  Escrever Comentário

Ver última mensagem Artigos transferidos da página anterior


05 - Direitos Humanos - Coisa de Polícia (Ricardo Balestreri)



08 - Como a ciência soluciona crimes  ( PPF Caldeira)

09 -  Polícia, para quê? (Ricardo Balestreri)





14 - O  de Registro de Identidade Civil - RIC (arquivo em MSWord) - PPF Marcos Elias


16 - Histórico dos processo de de Identificação.(arquivo em MSWord) - PPF Marcos Elias



Visualizações: 1845  •  Comentários: 0  •  Escrever Comentário


  • Quem está online
  • No total, há 3 usuários online :: 0 usuários registrados, nenhum invisível e 3 visitantes (Esta informação é baseada em usuários ativos nos últimos 5 minutos)
    O recorde de usuários online foi de 134 em Sex Mar 22, 2013 4:42 am

    Usuários registrados: Nenhum usuário registrado
    Legenda: Administradores, Moderadores globais





cron